O que procura em "O PIRAQUARENSE"

sexta-feira, 6 de março de 2020

Piraquara tem 25 casos de Sarampo

Um novo boletim epidemiológico do sarampo divulgado nesta quinta-feira (3), pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), registra o aumento de 16 casos confirmados desde a última atualização, em 19 de fevereiro. O número total de pacientes com o sarampo confirmado chega agora a 891, distribuídos em 42 cidades paranaenses. Outros 1820 pacientes estão sendo investigados.

O secretário de Saúde, Beto Preto, comenta sobre a importância do alcance vacinal para o bloqueio da doença. “Estamos em campanha, precisamos ampliar a imunização contra o sarampo, esta a forma de nos blindarmos contra essa doença que parece simples, mas não é. Se ainda não tomou a vacina, vá até uma das 1852 salas de vacinação nas unidades de saúde e faça hoje, faça já, o quanto antes melhor. Você se protege e protege outras pessoas e dessa forma bloqueamos a transmissão do vírus do sarampo.”

No boletim desta quinta-feira (5), os dados mostram que 468 pessoas têm idade entre 20 a 29 anos, são os chamados jovens adultos. Esta é a faixa etária com maior ocorrência e também o foco da campanha. “Muitas destas pessoas não sabem se foram ou não vacinadas, não lembram disso. Sendo assim, a indicação é a vacinação. Não há problema receber mais de duas doses, a vacina não faz mal à saúde e são poucas as pessoas que têm algum efeito colateral após receber a dose”, reforça Beto Preto.

42 cidades paranaenses estão em surto por causa do sarampo, considerando que o Ministério da Saúde classifica como situação de surto ativo todo município em que tenha ao menos um caso de sarampo confirmado. Municípios e quantidade de casos no Paraná e em Piraquara já se confirmaram 25 casos.

VACINAÇÃO - As crianças que têm entre seis meses e 11 meses e 29 dias também devem ser vacinadas. A população com idade entre um a 29 anos deve receber duas doses da vacina tríplice viral e de 30 a 59 anos, uma dose. A Campanha Nacional de Vacinação teve início em 10 de fevereiro e segue até 13 de março. “Importa dizer que entre 20 e 29 anos, aqui em nosso Estado, a pessoa deve receber uma dose da vacina como reforço mesmo já tendo duas doses da tríplice viral”, ressalta o secretário.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opnião