O que procura em "O PIRAQUARENSE"

sábado, 4 de janeiro de 2020

Homem morto com cacos de vidro de garrafa de cachaça é encontrado em rio de Piraquara

Criminalística acredita que crime tenha acontecido na madrugada deste sábado (4)

O corpo de um homem de 56 anos foi encontrado dentro de um rio, localizado no Horto Florestal de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, no começo da tarde deste sábado (4). A vítima tinha graves e profundos cortes na região do abdômen e do pescoço que, segundo a perícia, teriam sido cometidos por uma pessoa que usou cacos de vidro de uma garrafa de aguardente encontrada no local que é comumente utilizado como área de pesca do município.

Em entrevista à Banda B, o perito Silvestre, do Instituto de Criminalística, relata a brutalidade do crime. “Além de se tratar de uma região de difícil acesso, ficamos impressionados com a  violência das lesões, com cortes que vão do tronco até o pescoço da vítima”, relatou. “Isso não se faz nem com um animal”, acrescentou o profissional. A morte, segundo testemunhas que viram o homem em uma distribuidora de bebidas de Piraquara, pode ter acontecido entre as duas e as três horas da madrugada deste sábado.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Curitiba. A Polícia Civil deverá investigar o caso.

Portal Banda B por  Luiz Kozak e Daniela Sevieri em 04 de janeiro, 2020 as 14h26.

Homem é morto com golpes de garrafa de cachaça no pescoço

Um homem foi brutalmente assassinado nas últimas horas no município de Piraquara, região metropolitana de Curitiba.

No início da tarde a Polícia Militar foi acionada para um corpo encontrado na Planta São Tiago ao lado de um rio.

A vítima de aproximadamente 50 anos sofreu cortes lacerantes na região da garganta provocados por uma garrafa de cachaça quebrada que foi encontrada no local.

O crime teria sido registrado durante a madrugada, porém somente no início da tarde que moradores da região encontraram o corpo.

A motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas.

Plantão 190


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opnião