O que procura em "O PIRAQUARENSE"

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Justiça condena vereadores de Piraquara por desviar parte de salários de funcionários da Câmara


Esquema ilícito foi investigado pela Operação Toca do Peixe, deflagrada em 2012 pelo Gaeco; réus foram condenados à prisão e perda de direitos políticos, nesta terça-feira (9).


Três vereadores de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, foram condenados pela Justiça, nesta terça-feira (9), por desviar parte dos salários de funcionários da Câmara.

Os parlamentares Leonel de Barros Castro (PSC), Weliton Santos Figueiredo (PDT) e Valmir Soares Maciel (PSB), foram condenados à prisão e pagamento de multa.

A condenação também prevê a perda dos mandatos eletivos dos réus e quaisquer cargos ou funções públicas que eventualmente ocupem.
Veja, abaixo, por quais crimes e quais as penas impostas a cada réu:

Leonel de Barros Castro: 10 anos e quatro meses de prisão, além de multa, pelos crimes de concussão e lavagem ou ocultação de bens.

Valmir Soares Maciel: 12 anos de prisão e multa, pelo crime de concussão;

Weliton Santos Figueiredo: 21 anos e 24 dias de prisão, além de multa, pelo crime de concussão.

A defesa de Valmir Soares e Weliton Santos informou que só vai se manifestar após análise da sentença, ainda nao se conseguiu contato com a defesa de Leonel de Barros.

Conforme a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), o esquema ilícito atuou pelo menos, entre o ano de 2005 até junho de 2012, quando o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), deflagrou a Operação 'Toca do Peixe'.

09/07/2019 20h14  Atualizado há 14 horas


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opnião