O que procura em "O PIRAQUARENSE"

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Acidente na João Leopoldo Jacomel reacende preocupação de moradores

Foto: Francielly Azevedo
Na última quinta-feira (26) um idoso, de 65 anos, morreu em um acidente, após colidir o carro com um poste, na PR-415, conhecida como Rodovia João Leopoldo Jacomel, no sentido Curitiba. O fato reacendeu a preocupação dos moradores, que reclamam da falta de sinalização.

O acidente que causou a morte do idoso trouxe à tona uma demanda dos moradores e comerciantes do entorno da PR-415, conhecida como Rodovia João Leopoldo Jacomel, que liga Curitiba, Pinhais e Piraquara. Desde que as obras de revitalização foram entregues parcialmente, eles reclamam da falta de sinalização, que põe em risco a segurança de quem trafega no local, principalmente próximo ao cruzamento com a Rua Antônio Gelinski, onde a faixa da direita da pista no sentido Curitiba termina exatamente em frente a um poste. Foi neste ponto, que o acidente da última quinta-feira (26) aconteceu por volta das 19h30. No local, há apenas duas setas pintadas no chão indicando a conversão à direita, mas que, segundo os moradores, não são suficientes para alertar os motoristas do fim da faixa. Ainda não há placas e nem os tachões refletivos, que são as populares tartarugas.

Eliane Pereira de Lima é proprietária de uma sorveteria, na esquina do cruzamento, e conta que já viu diversos motoristas fazendo manobras perigosas, de última hora, para evitar um acidente. Além disso, já presenciou outros tantos que não conseguiram evitar a batida.

Eliane também ressalta a necessidade de um redutor de velocidade na rodovia, já que o local virou uma espécie de tapete para motoristas imprudentes. A preocupação é tanta, que a solução da comerciante foi colocar um sinalizador de entrada e saída de veículos na esquina, para que os motoristas consigam visualizar que a pista acaba.

Antes do acidente, a reportagem da Rádio CBN Curitiba esteve próximo ao viaduto da João Leopoldo Jacomel no dia 20 de junho e conversou com outros moradores, que já reclamavam da sinalização escassa. Pascoalino Bento Rodrigues tem uma oficina mecânica há quase 40 anos em frente ao viaduto. Na ocasião, o comerciante disse que todos os dias é possível observar vários casos de motoristas perdidos por falta de sinalização.

O microempresário Pedro Lourenço mora há 30 anos no bairro e há um mês afirmou que o trecho estava perigoso.

Em nota o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) lamentou o acidente e disse que as circunstâncias da ocorrência vão ser apuradas pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

O DER ressaltou ainda que todo o projeto de restauração da Rodovia João Leopoldo Jacomel foi elaborado e está sendo executado em conformidade com as normas técnicas do Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas (Ibraop).

A nota informou que o órgão considera adequada a sinalização na rodovia. Há placas com avisos de que o trecho está em obras, sinalização horizontal com pintura refletiva e sinalização vertical alertando a velocidade máxima de 70 km/h.

Repórter Francielly Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opnião